Mundo das Dicas

Caso Angelina Jolie


Tudo sobre o caso da operação da atriz Angelina Jolie

angelina jolie Caso Angelina Jolie

Conhecemos esta semana a notícia sobre a bela atriz Angelina Jolie que fez uma decisão drástica de fazer uma mastectomia, ou seja, retirada total dos seios para evitar um câncer de mama. Esta decisão da atriz foi tomada para reduzir as chances de um câncer de mama, por ela ter uma grande propensão de ter e também por ter histórico familiar de câncer. Esta decisão da atriz abriu debate sobre cirurgia para evitar o câncer.

A atriz Angelina Jolie fez um teste genético para detectação de mutações que é um exame caro e não ofertado no Brasil na rede pública de saúde. Angelina decidiu pela cirurgia segundo declarações dela pelo histórico familiar, sua mãe Marcheline Bertrand morreu de câncer de ovário em 2007, aos 56 anos de idade. A atriz fez um teste que detectou 87% de risco para câncer de mama e 50% para o de ovário e ela tomou a decisão de mastectomia junto com seu médico.

A decisão da atriz não é rara, mas nem todos os médicos são a favor da decisão. No caso do câncer de mama é ocasionado por uma mutação dos genes BRCA 1 BRCA 2 que é o que a atriz Angelina Jolie tem e que respondem por 70% dos casos de câncer hereditário e câncer de mama e ovários.

Nos Estados Unidos é comum quando a detectação de mutação genética as mulheres terem a opção de fazer a mastectomia, mas isso é algo que acontece apenas para quem tem também casos da doença na família. Muitas mulheres que fizeram esta mastectomia optaram para fazer depois de ter filhos e amamentar. Isso acontece desta forma, pois esta decisão drástica não é uma cirurgia de emergência e sim preventiva. Além disso, não é uma decisão fácil para qualquer mulher. A mastectomia, segundo os especialista reduz em 95% a probabilidade de desenvolvimento do câncer em portadores da mutação. Por isso, as mulheres devem seguir um acompanhamento periódico com seu médico.

Mais Dicas


Compartilhar -


Categorias: Dicas