Mundo das Dicas

Poliomielite – Sintomas, Tratamento, Prevenção, Causas


Poliomielite – Saiba mais sobre a doença

 poliomielite 300x225 Poliomielite   Sintomas, Tratamento, Prevenção, Causas

O que é poliomielite: A poliomielite, mais conhecida pelo nome de paralisia infantil, é uma doença causada por um vírus chamado poliovírus. É contagiosa e sua transmissão é feita por via fecal-oral, pelo contato direto com as fezes, ou por secreções liberadas através da boca de pessoas infectadas.

O vírus começa a se multiplicar na garganta ou nos intestinos, penetrando no organismo. Depois disso, o microorganismo alcança a corrente sanguínea e pode chegar ao cérebro do doente, destruindo os neurônios motores. Se as células dos centros nervosos que controlam alguns músculos (respiratórios e de deglutição) forem afetadas pelo vírus, a doença pode levar o paciente à morte.

Sintomas da poliomielite: Nos casos em que existem sintomas, os mesmos podem ser variados dependendo do nível de gravidade da doença.

Quando não causa paralisia, os sintomas básicos são as dores na cabeça, no corpo e na garganta, vômitos, diarréia, meningite, entre outros.

Quando está em sua forma paralítica, a doença, além de causar os sintomas da complicação não paralítica, afeta um dos membros inferiores. Isso acontece quando a infecção chega a atingir os neurônios motores.

Tratamento da poliomielite: Em várias doenças causadas por vírus, não existem tratamentos específicos, e são tomadas medidas apenas para aliviarem os sintomas. A paralisia infantil, apesar de seguir essa regra, pode ter suas complicações controladas com alguns cuidados, tais como:

Ficar em repouso no começo da doença. Isso reduz a taxa de paralisia.

Mudar frequentemente de posição na cama.

Ter acompanhamento com ortopedista e fisioterapeuta.

Nos casos de paralisia ou alteração na respiração, o paciente deve ser atendido em um hospital.

Prevenção da poliomielite: A doença já está praticamente extinta em países desenvolvidos, devido à vacinação das crianças. Porém, ela ainda existe em regiões africanas e asiáticas, e as crianças devem manter o processo de vacinação no período certo para impedir que o vírus volte à ativa.

Alguns cuidados básicos podem ser tomados na prevenção da doença, como lavar bem as mãos, principalmente antes das refeições ou da manipulação de alimentos, limpar bem os utensílios da cozinha, consumir somente água corretamente tratada, entre outras medidas.

Mais Dicas


Compartilhar -


Categorias: Dicas